30.9.08

Diferenças - Para Relaxar e Divertir

Que existem diferenças entre os sexos, todo mundo sabe. Mas é sempre bom escrevê-las, para ficar mais claro.

pdivorce1231.jpg

APELIDOS
· Se Carolina, Marina e Larissa saem para almoçar, elas vão se chamar de Cá, Má e Lá.
· Se Roberto, Gustavo e Fernando saem para almoçar, eles vão se chamar de Betão, Godzilla e Zoiudo.

ALMOÇANDO
· Quando a conta chega, Roberto, Gustavo e Fernando vão cada um atirar R$20 na mesa, mesmo que o resultado final tenha sido só R$ 34,50. Nenhum deles possuem notas menores na carteira, e ninguém vai admitir receber troco de volta.
· Quando a conta chega na mesa das garotas, as calculadoras pulam das bolsas.

DINHEIRO
· Um homem pagará R$2 por um item que vale R$1, se ele realmente precisar desse item.
· Uma mulher pagará R$1 por um item que vale R$2, mas que ela nem precisaria.

BANHEIROS
· Um homem possui 6 itens no banheiro: Pasta de dente e escova de dente, creme de barbear, lâmina de barbear, um sabonete e uma toalha.
· O número estimado de itens que uma mulher normal possui em seu banheiro é de 340. Um homem não saberá identificar nem 20 deles.

ARGUMENTOS
· Uma mulher sempre tem a última palavra em um argumento.
· Qualquer palavra que o homem diga após isso, é o começo de um novo argumento.

FUTURO
· Uma mulher se preocupa com seu futuro, até encontrar um marido.
· Um homem nunca se preocupa com o futuro, até encontrar uma esposa.

SUCESSO
· Um homem bem sucedido é aquele que ganha mais do que a mulher consegue gastar.
· Uma mulher bem sucedida é aquela que encontrou esse homem.

CASAMENTO
· Uma mulher casa com um homem esperando que ele mude, mas ele não muda.
· Um homem casa com uma mulher esperando que ela não mude, mas ela muda.

ROUPAS
· Uma mulher vai se arrumar para ir so shopping, para regar as plantas, levar o lixo para fora, atender o telefone, ler um livro e até para ir buscar as cartas.
· Um homem vai se arrumar para casamentos e funerais.

NATUREZA
· Os homens acordam da mesma forma que foram dormir.
· Mulheres de alguma forma deterioram durante a noite.

CRIANÇAS
· Ah, crianças. As mulheres sabem tudo sobre elas. Sabem sobre as consultas do dentista, os romances, os melhores amigos, comidas prediletas, medos secretos, suas esperanças e seus sonhos.
· Um homem sabe vagamente que existem pessoas pequeninas vivendo em casa.

Do Capinaremos.

Fonte: http://buzz.globo.com/buzz/2008/09/29/diferencas/

28.9.08

Vídeo sobre Aquecimento Global - Impressionante

Olá Amigos

Um pequeno, mas impressionante vídeo de sensibilização sobre o aquecimento global realizado pela agência portuguesa brasileira Seagulls Fly para a associação Quercus.

Global Warming

Global Warming
, o novo filme da McCann Erickson de Portugal para a empresa Quercus ganhou hoje a indicação "VIDEO OF THE DAY" do site FWA Theater!

Confira o vídeo, produzido inteiramente em CG pela Seagulls Fly, através do link ou abaixo.

video

In Infinitum

Robson Freire

27.9.08

Mestres da Digital Art

Olá amigos

Se estão atrás de inspiração, se divirtam com essa seleção de 33 fabulosos portfólios usando pintura digital e CG’s para criar cenas fantásticas. demais

Arte digital está a tornar-se hiper realista, e não apenas na duplicação cenas vida real, mas também em fotos pintar vívida mundos de fantasia que deve se parecer. Longas-Metragens e explodindo o mundo dos jogos de vídeo estão começando a mostrar que talento, criatividade e trabalho duro pode produzir com CG ... Criações que você vai ver chegar na grande tela e nos seus consoles em breve.

Eu adoro o trabalho de mostruário pessoas criativas e com os trabalhos abaixo não desgrudei meu olho enquanto eu estava navegando pela comunidade durante pelo CG Hub. Como um COLOUR lover, eu aprecio especialmente o modo como o uso de cores pode afetar drasticamente o humor ou a energia de arte ...

Muitas das imagens abaixo foram cortadas a partir de imagens muito maiores. Certifique-se de clicar para ver a obra de arte em alto-resolução e plena glória.

Todos os trabalhos artísticos estão postados com permissão da CgHub

CG Hub é uma comunidade online onde artistas compartilham computação gráfica, o seu último trabalho, dicas e ferramentas de rede com os amigos, procurar emprego, e muito mais.

CgHub centra-se em artistas na industria do entretenimento, principalmente filmes (efeitos visuais), televisão, publicidade, animação, jogos, ilustradores e artistas e seqüencial (quadrinhos). Se você usar um computador para gerar imagens de qualquer uma dessas mídias, então é possível que você vai se sentir em casa no direito CgHub.com.

CG Art from CG Hub
Asian Suburbia by AndreeWallin

CG Art from CG Hub
Alien Abduction by Stahlberg

CG Art from CG Hub
Wood of Light by MaximeDesmettre

CG Art from CG Hub
Gopher Broke by Fowltown

CG Art from CG Hub
Study of Verity Jane by Lucong


CG Art from CG Hub
Wolfclops by Mana

CG Art from CG Hub
rock an droll revival by Bad_Koala

CG Art from CG Hub
Ingrid Bergman by maxedwin

CG Art from CG Hub
TerraNova by dragos_jieanu

CG Art from CG Hub
Red girl by Franc

CG Art from CG Hub
dreamcatcher by spyroteknik

CG Art from CG Hub
Megalopolis by tarrzan

CG Art from CG Hub
Enforcer by Olmirad

CG Art from CG Hub
MARV by atom

CG Art from CG Hub
Lida by YuChengHong

CG Art from CG Hub
Uncharted: Drake by Diamant

CG Art from CG Hub
Renaissance by marcobauriedel

CG Art from CG Hub
Number Six Finds a Friend by MattDixon

CG Art from CG Hub
Snowy Sunrise by andreasrocha

CG Art from CG Hub
Future City Scape by RobertBrown

CG Art from CG Hub
Cyclops by J-K

CG Art from CG Hub
The Exchange by imphead

CG Art from CG Hub
Gangus Tribute by coldrum

CG Art from CG Hub
Sea Rising by NinjaASSN

CG Art from CG Hub
Bath Time by Kei-Acedera

CG Art from CG Hub
Poison Sleep by DanDosSantos

CG Art from CG Hub
Carrot Run by BobbyChiu

CG Art from CG Hub
Hammer by James_Kei

CG Art from CG Hub
Control Room by NathanielWest

CG Art from CG Hub
Snow Environment by Tempor

CG Art from CG Hub
The Prayer by JiChi

CG Art from CG Hub
Composition #4 by Siquier

CG Art from CG Hub
waterfall by JasonChan

In Infinitum

Robson Freire

22.9.08

Dia Mundial Sem Carro

Introdução


Divulgação: Prefeitura de Curitiba
Todo dia 22 de setembro, milhões de pessoas ao redor do mundo comemoram o Dia Mundial Sem Carro. A mobilização é um exercício de reflexão sobre a dependência e o uso (muitas vezes) irracional dos automóveis em nossa sociedade. Afinal de contas, tem gente que não vai até a padaria da esquina sem usar o carro.


A idéia principal do dia é fazer com que as pessoas pensem um pouco sobre o estilo de vida que levam, sobre a possibilidade de diminuírem o uso do carro (em face do trânsito pesado enfrentado nas cidades), ou mesmo, se possível, em substituir o possante por outro meio de transporte. A Bicicletada, por exemplo, é um movimento internacional que prega o uso da bicicleta como o principal meio de transporte das pessoas.

Histórico da comemoração

O Dia Mundial Sem Carro (no inglês, CarFree Day) foi comemorado pela primeira vez em 1998, em 35 cidades francesas. Com o tempo, a mobilização se estendeu por países europeus, chegando inclusive a outros continentes.

No Brasil, o evento ocorreu pela primeira vez em 2001 e, desde então, vem crescendo o número de adesões de municípios. A expectativa para 2008 é que a data seja comemorado em mais de 100 cidades brasileiras, dentre elas Porto Alegre, São Paulo, Belo Horizonte, Campo Grande, Natal, Salvador e Belém. Mais de 280 organizações estão envolvidas na iniciativa todos os anos. As prefeituras das cidades normalmente apóiam, fechando algumas ruas para o trânsito de automóveis, principalmente no centro das cidades.

Já é tradicional um dia mundial sem carro repleto de atividades nas cidades que o adotam, como passeios ciclísticos, caminhadas, gincanas para crianças e distribuição de panfletos.

Colapso urbano

A maioria das metrópoles padece de excesso de automóveis circulando em suas ruas e avenidas. Congestionamentos infindáveis, fumaça saindo pelos escapamentos, buzinadas e xingamentos: cenas que lamentavelmente fazem parte do dia-a-dia de seus habitantes.

Em agosto de 2007, a frota brasileira de automóveis ultrapassou 29 milhões de unidades, segundo relatório do Denatran. Uma média de 6,52 habitantes por carro, ou seja, 0,15 carro por habitante. A cidade de São Paulo, líder do ranking nacional, é detentora da perigosa estatística de um carro para cada dois habitantes. A tendência? Crescer cada vez mais....

Pessoas x Carros

Se você achou que tem muito carro em São Paulo (duas pessoas para cada carro), vai ficar surpreso com o indicador de países desenvolvidos.

  • EUA: 1,3 habitante/carro (1º no ranking mundial)
  • Itália: 1,5 habitante/carro
  • Austrália: 1,6 habitante/carro
  • Japão, Canadá, Espanha e Alemanha:
    1,7 habitante/carro

Afora a depreciação de aspectos sociais e do fracasso do convívio nas cidades, a “cultura do carro” é também apontada como um dos vilões do meio ambiente. A emissão de gases de efeito estufa, causadores do aquecimento global, é um dos fatores que mais pesa contra os veículos particulares. Estima-se que 40% da poluição do ar é gerada por transportes movidos a combustível fóssil.

Mudança de hábitos

Por mais que, num primeiro momento, o problema possa parecer complexo demais para fazermos parte de sua solução, simples mudanças de hábitos ajudam (e muito) a combatê-lo ou minimizá-lo. Veja abaixo algumas delas:
  • Planeje seus deslocamentos
  • Percorra distâncias curtas a pé ou de bicicleta
  • Utilize transportes coletivos pelo menos um dia por semana para ir ao trabalho
  • Prefira meios de transportes limpos aos poluentes
  • Quando utilizar o carro, dirija com economia
  • Prefira automóveis com motores movidos a álcool (combustível menos poluente do que a gasolina)
Podemos ainda (para não dizer que devemos) cobrar, das autoridades públicas de nossas cidades, medidas que facilitem este movimento. Listamos abaixo algumas delas:
  • Renovação/expansão da frota e capilaridade dos sistemas de transportes coletivos (como ônibus, metrô e trem)
  • Criação/expansão de ciclovias nas cidades
  • Aluguel de bicicletas públicas
  • Criação de bicicletários (estacionamentos públicos de bicicletas) em pontos estratégicos
  • Rodízio de veículos


Note que são atitudes relativamente simples de serem tomadas e que, sem dúvida, somadas, têm um efeito mitigatório significativo sobre os problemas ambientais enfrentados atualmente pela nossa sociedade. E o que não faltam são alternativas, não é mesmo?

E você, vai tirar o carro da garagem no dia 22 de setembro?

Sucesso?

A edição de 2007 do Dia Mundial Sem Carro, na cidade de São Paulo, não foi lá um sucesso de adesão: apenas 1,6% dos paulistanos utilizaram transportes alternativos no dia 22 de setembro, segundo levantamento do Ibope.

Os rumores do evento, no entanto, tiveram maior propagação: chegaram aos ouvidos de 4 milhões de pessoas.

Campanha pelo Mundo

Criatividade é uma das marcas do Dia Mundial Sem Carro. O HowStuffWorks pesquisou alguns dos mais interessantes cartazes de campanha do evento pelo mundo.


Calcule suas emissões

É que precisos que todos tenham plena consciência do impacto do seus atos no meio ambiente, sobretudo quando o assunto é aquecimento global.

No caso dos transportes, atualmente já existem alternativas de locomoção viáveis, menos poluentes do que o carro. Aliás, de todas as alternativas, o carro é a mais poluente delas.

O infográfico do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente, faz o cálculo da emissão C02 por tipo de transporte. Faça suas contas.

Fonte: http://ambiente.hsw.uol.com.br/dia-mundial-sem-carro.htm

21.9.08

O consumismo que mata o Planeta a cada dia

Por Giuliana Reginatto e Cecilia Nascimento

São Paulo, 18 (AE) - Para que o Planeta Terra e, dentro dele, o Brasil, continuem a ser habitáveis para as próximas gerações, é preciso abandonar valores externos, que servem a outras nações mas ferem a individualidade nacional. O principal deles, segundo especialistas em meio ambiente, é o padrão de consumismo aprendido há décadas com os EUA. Em suaves prestações, a conta dessa dependência cultural começa a ser paga: modos de vida que o País é incapaz de sustentar sem depredar os próprios recursos.

"No Brasil, o consumo está relacionado ao status, faz o sujeito se identificar com a classe média. Isso reflete a baixa auto-estima do brasileiro. É uma noção de bastardia, um complexo de povo colonizado que se arrasta desde os tempos da Metrópole portuguesa", analisa o sociólogo e antropólogo Maurício Waldman, doutor em geografia.

Waldman trabalha diante do computador, mora perto da Avenida Paulista, centro financeiro de São Paulo, e adora carne - embora tenha reduzido o consumo: não pairam sobre ele imagens sempre associadas a ambientalistas importantes: 'bicho-grilo', vegetariano ou habitante de alguma vila paradisíaca do Nordeste. "Preservar a natureza não é ser 'ecochato'. Simplesmente não há Planeta para criar tanto boi, não há espaço para descartar tanto lixo. As pessoas terão de rever os padrões de consumo. Não basta só se engajar em movimentos a favor dos golfinhos."

Sem carro há nove anos, Waldman alterna passeios a pé e de bicicleta. "Quando é necessário uso o transporte público, não sou radical, mas venho diminuindo o impacto ambiental que mais um automóvel provocaria na cidade. O Denatran calcula que em 2050 serão 5 bilhões de carros. A Terra tem 6 bilhões de pessoas, será uma situação insustentável, não há ar que resista. E não se faz ecologia só com boas intenções."

Para facilitar seu cotidiano em São Paulo , Waldman optou por trabalhar em casa. Assim, controla melhor o fluxo de produtos consumidos pela família: da compra ao descarte. "O Brasil responde por 6,89% do lixo domiciliar mundial, quase o dobro do aceitável. Nosso agravante é cultural: há uma falsa idéia de fartura, de recursos abundantes, como se nada fosse terminar. São observações simplórias sobre o assunto. Não basta fechar a torneira para economizar água. É preciso escolher alimentos que consumam pouca água na fabricação. Um quilo de carne vermelha consome 100 litros, o suficiente para se tomar banho por quatro anos e meio."

Diretora técnica do Programa USP Recicla, a geógrafa Beth Lima também enfatiza a idéia de co-responsabilização do cidadão pelo impacto que ele provoca no ambiente. "É preciso trabalhar os costumes. Historicamente, sempre foi delegado a alguém cuidar do lixo: do gari que varre ao caminhão que coleta. Ninguém parece sentir-se responsável pelo destino final do produto comprado. Observa-se só a praticidade e as facilidades do produto, mas a responsabilidade do consumidor deveria se estender da compra até o descarte de seus resíduos. Essa é uma percepção a ser trabalhada com as novas gerações ", diz.

Infância ecológica

"Fecha a torneira, não vai ter água quando eu crescer!" Quem pede é Pedro, de três anos, um representante dessa nova geração que começa a olhar diferente para a natureza que há em volta. "Sempre que vê a torneira aberta ele diz isso. Também aprendeu a limpar o lixo: lava os potinhos e coloca no reciclado.

Recentemente, ganhou um kit de jardinagem e agora brinca de escolher ervas culinárias na chácara do avô para plantarmos em nosso apartamento", conta a mãe dele, Elisabete Giomo, 36 anos. Consumir alimentos cultivados em casa e outras práticas comuns no passado, como usar fraldas de pano e fabricar sabão à base de óleo, encontram resistência no Brasil apesar de conquistarem grande público na Europa. Não é à toa que certas alternativas ecológicas, como os coletores menstruais de silicone, reutilizáveis por dois anos, nem existem por aqui.

Na Internet, o inglês MoonCup (www.mooncup.co.uk/) e o finlandês Lunette (www.lunette.fi/english_index.html), são algumas das marcas disponíveis. Pode parecer idéia do tempo da vovozinha, mas é também daquela época um Rio Tietê, famoso no Brasil inteiro pelo mau cheiro atualmente, no qual se podia nadar e um céu menos cinza nos dias de verão.

Boxe:

POR QUE ELES AMEAÇAM O MEIO AMBIENTE?

ÓLEO

De acordo com Sabesp, 1 litro de óleo de cozinha é capaz de poluir 1 milhão de litros de água. Antes de jogá-lo ralo abaixo, saiba que é um dos principais responsáveis por entupimentos. De volta aos rios, por ser mais leve, fica na superfície, impedindo a oxigenação da água e causando a morte dos peixes. O melhor é reservá-lo em garrafas pet. Na Grande São Paulo, o Instituto Triângulo recolhe óleo gratuitamente. Basta ligar: (11) 4991-1112.

PLÁSTICO

O material em plástico pode levar até 100 anos para se degradar na natureza e acaba poluindo as águas. Um dos produtos preocupantes é a sacolinha plástica: em São Paulo, os ambientalistas estimam que elas correspondam a 18% das 15 mil toneladas de lixo produzidas diariamente. Em 2007, a Prefeitura de São Paulo criou a campanha 'Eu não sou de plástico', para promover o uso das sacolas de pano. Em alguns países, como o Canadá, as sacolas de plástico já são proibidas.

CARNE

Produzir uma libra de proteína de carne requer até 16 vezes mais água do que produzir a quantidade equivalente de proteína vegetal. Além de contribuir para a escassez de água, a pecuária estimula o desmatamento e o efeito estufa. Quase a metade da massa de terra do Globo é usada como pasto. Segundo a ONU, a produção de carne pode agravar a fome no mundo ao desviar grãos e terras férteis para sustentar gado ao invés de pessoas.

Fonte: http://br.noticias.yahoo.com/s/18092008/25/entretenimento-consumismo-mata-planeta-dia.html

15.9.08

Playstation 9: Apenas um Delírio?

por Rodrigo Cunha em 12/set/2008 as 10:40 | Arquivo do Rodrigo Cunha

PS9 - Sony Playstation 9

Entre as coisas mais legais sobre a possibilidade de criar vídeos e disseminá-los na web está o fato de os melhores, mais criativos e bem produzidos, sempre se sobressaírem sobre os demais.

Seguindo essa linha de raciocínio, de uns tempos para cá tem surgido na web vídeos futurísticos de pessoas que pegam um produto atual e imaginam como ele será daqui a alguns anos.

Um dos exemplos mais recentes é um vídeo fictício de um comercial focado no Playstation 9, publicado hoje no portal da Wired. O ano é 2078 e o console da SONY seria baseado no poder da mente, já que o dispositivo supostamente enviaria sensores diretamente para nosso cérebro. Algo na linha de The Matrix. Bem, exageros a parte, parece lógico que chegaremos em tudo aquilo que é exibido no filme The Matrix. Difícil é precisar o ano em que aquela realidade fictícia deixará de ser ficção para ser apenas, realidade. Bem, mas o que era mesmo a realidade em Matrix? :)

Este vídeo do Playstation 9 é só um reflexo deste subconsciente que já vive em nossas mentes. Os games poderão sim chegar a este estágio. Mas, na continuidade do Playstation eu não acredito. Também não acredito em muitas plataformas no futuro. Acredito em uma plataforma única. Como a SEGA, outros players concentraríam-se apenas, na produção de jogos para esta plataforma universal. Jogos seriam mais baratos. Não haverá mídia. Tudo digital.

Bem, é lógico que estou imaginando tudo isso também, da mesma forma como quem produziu este vídeo do Playstation 9. Tudo isso pode parecer uma grande bobeira, soar até ridículo e non-sense para alguns. Mas cá entre nós: Isso tudo não parece “meio lógico”?

Fonte: http://www.geracaointernet.com/2008/09/playstation-9-apenas-um-delirio/

10.9.08

'Máquina do Fim do Mundo' entra em funcionamento hoje

10/09/2008 02:01


LHC: maravilha da ciência ou causadora do fim do mundo ?

Depois de 14 anos de muito trabalho e custando quase US$ 10 bilhões, o maior acelerador de partículas do planeta está pronto para entrar em funcionamento. E o primeiro experimento será realizado hoje.

O Large Hadron Collider (LHC), localizado em Genebra, na Suíça, teve a participação de mais de 10 mil colaboradores de 111 países, incluindo mais de mil cientistas americanos.


LHC em Genebra

O principal experimento do LHC é bastante simples: através do seu túnel de 27 km localizado a 90 metros abaixo da superfície, serão enviados prótons à velocidade da luz, que colidirão em uma explosão espetacular, criando uma situação muito semelhante à existente após o Big Bang (considerado o "nascimento" do Universo).


Parte do túnel de 27km

Obviamente tudo isso é microscópico - exceto a energia envolvida nessa experiência: a explosão gerará 14 trilhões de volts, e o experimento consumirá 120 megawatts, suficiente para iluminar 40 mil casas.


Os equipamentos do LHC são imensos.
Veja o tamanho de um deles em comparação a uma pessoa (abaixo à direita)

Essa micro-explosão cinematográfica criará um buraco negro microscópico e instável, que desaparecerá alguns segundos depois. Entre as novidades que podem ser descobertas com esse experimento, estão a matéria negra, outras dimensões, a "partícula de Deus", entre outras.


A explosão será monitorada por diversos equipamentos
e o resultado será analisado cuidadosamente pela comunidade científica

Além disso ser algo "maravilhoso" para os cientistas, esse experimento também poderá trazer benefícios reais: nas telecomunicações e informática, poderá haver uma revolução na maneira de se transmitir e armazenar dados, pois haverá uma melhor compreensão do mundo sub-atômico.

Na medicina, novas tecnologias poderão ser criadas, ajudando no tratamento do câncer e melhor entendimento do corpo humano, e a humanidade também poderá se beneficiar com a criação de novas fontes de energia, como a fusão atômica controlada.


Parte do LHC

Mas o LHC também tem seus críticos: muitos acham que o experimento criará um buraco negro que engolirá o nosso planeta, matando a todos, e por causa disso, alguns cientistas receberam ameaças de morte.

Além dos cientistas envolidos no desenvolvimento e construção do LHC afirmarem que isso não é possível, o diretor responsável pelo projeto informou que, se algo sair errado, é possível desligar todo o acelerador de partículas em menos de um segundo.

Fonte: Baboo

1.9.08

Diferença entre amigo e colega


Colega: chama seus pais de senhor e senhora;
Amigo: chama de pai e mãe, tio e tia...

Colega: nunca viu você chorar;
Amigo: sempre teve os melhores ombros para você chorar;

Colega: nunca pede nada para beber e comer;
Amigo: abre o armário e se sente em casa;

Colega: pede pra você escrever o seu número de telefone;
Amigo: pergunta pelo telefone dele (pq não se lembra)

Colega: pede alguma coisa emprestada e devolve em uns dias;
Amigo: tem um guarda-roupas cheio de coisas suas;

Colega: sabe algumas coisas sobre você;
Amigo: poderia escrever uma biografia sobre você;

Colega: não ficaria com você se as outras pessoas não tivessem com você;
Amigo: sempre ficaria com você;

Colega: deletaria essa mensagem;
Amigo: mandaria para todos seu Colegas ou Amigos;


Aproveite e conheça o Quiabada de Coruja, um blog de bom humor.

Fonte: http://rededoblog.blogspot.com/2008/07/diferena-entre-amigo-e-colega.html